Radicais vencem eleição e ameaçam paz na Irlanda do Norte

Radicais derrotaram os moderados nas eleições legislativas da Irlanda do Norte, mostram os resultados divulgados nesta sexta-feira, num golpe para as esperanças de restauração do governo conjunto de católicos e protestantes que é central no acordo de paz de 1998.Com as apurações já quase concluídas, analistas concordam que o partido dos Unionistas Democráticos, de Ian Paisley, será o maior na Assembléia de 108 vagas. Já o Sinn Fein, braço político do grupo armado Exército Republicano Irlandês (IRA) será o maior partido católico da Casa.O líder unionista democrático, deputado Peter Robinson, comemorou a previsão de que o governo conjunto com os católicos não deverá ressurgir pelos próximos dez anos. A emergência do Sinn Fein como maior força católica tornará mais difícil a aceitação da partilha de poder pelos protestantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.