Radical matou 77 na Noruega

No dia 22 de julho, o cristão fundamentalista Anders Behring Breivik matou 77 pessoas em dois ataques, na Noruega. No centro da capital, Oslo, o autodenominado "cavaleiro templário" detonou uma bomba perto de edifícios governamentais, matando oito pessoas. As outras 69 vítimas - na maioria adolescentes - foram assassinadas a tiros pouco depois, durante um encontro da juventude do Partido Trabalhista, na Ilha de Utoya. Em um longo compêndio que deixou na internet antes dos ataques, o norueguês de extrema direita alegou que tentava defender seu país da influência islâmica e do multiculturalismo. Em novembro, psiquiatras concluíram que ele é mentalmente incapaz de ir a julgamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.