Rádio que passou trote deve ser investigada

A Scotland Yard afirmou ontem que entrou em contato com a polícia australiana para tratar de uma possível investigação envolvendo a emissora de rádio australiana cujos apresentadores se fizeram passar pela rainha Elizabeth e por seu filho, o príncipe Charles, para obter informações sobre o estado de saúde de Kate Middleton, internada em um hospital de Londres. Vítima do trote, a enfermeira Jacintha Saldanha, de 46 anos, foi encontrada morta na sexta-feira. A polícia suspeita de que ela tenha se suicidado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.