Rádio Vaticano muda uma de suas antenas

A Rádio Vaticano concordou nesta quarta-feira em reduzir algumas de suas transmissões em ondas curtas em obediência às enérgicas normas ambientais italianas, enquanto prosseguem as negociações relativas às transmissões de ondas de médio alcance. A rádio foi pressionada a reduzir suas transmissões eletromagnéticas, já que os residentes das áreas próximas a seus transmissores, na localidade de Santa Maria di Galeria, nos arredores de Roma, temem que elas sejam prejudiciais à sua saúde. O governo italiano, que ameaçou fechar a estação de rádio, está agora negociando com o Vaticano sob novos critérios. O diretor da Rádio Vaticano, o sacerdote Federico Lombardi, disse que a estação mudará ou deixará de usar uma das 31 antenas de ondas curtas que habitualmente utiliza para enviar as palavras do papa ao mundo todo e está mais próxima das residências.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.