Radioatividade em mar próximo à usina de Fukushima aumenta 1.850 vezes

Nível de radiação a 330 metros ao sul da zona de drenagem de água dos reatores aumentou rapidamente

Efe

27 de março de 2011 | 07h28

TÓQUIO - O nível de iodo radioativo nas águas do litoral próximas à usina nuclear de Fukushima Daiichi aumentou para uma concentração 1.850 vezes superior ao limite permitido, informou neste domingo a Agência de Segurança Nuclear do Japão.

Isto representa um novo aumento do material radioativo na água marinha próxima à central, depois que no sábado se anunciou uma concentração 1.250 vezes superior à permitida, detectada na sexta-feira.

O nível de radiação nesse ponto, a 330 metros ao sul da zona de drenagem de água dos reatores 1 a 4, aumentou rapidamente nos últimos dias em relação aos dados recolhidos anteriormente.

Segundo a agência, estes dados poderiam indicar um vazamento contínuo de material radioativo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.