Rainha da Holanda se reúne com partidos para tirar país de crise

A rainha Beatrix da Holanda, com a intenção de tirar o país da crise política causada pela ruptura da coalizão de Governo, realiza neste sábado as últimas consultas com os líderes dos partidos políticos com representação parlamentar.A imprensa, em sua maioria, diz que o atual Executivo continuará provisoriamente até a realização de eleições antecipadas no fim do ano.A rainha já se reuniu neste sábado com os dirigentes dos partidos minoritários no Parlamento.Na sexta-feira, a soberana tinha se encontrado com os dirigentes dos quatro partidos majoritários: o Democrata-Cristão (CDA), o Trabalhista (Pvda), o Liberal de direita (VVD) e o Liberal de esquerda (D66).O primeiro-ministro interino, Jan Peter Balkenende (CDA), tem a intenção de continuar com um Governo de minoria parlamentar até as eleições de 15 de maio de 2007, mas a oposição trabalhista quer antecipar o pleito para setembro deste ano.A agência holandesa ANP e a imprensa disseram hoje que o mais provável é que o atual Governo siga sob a fórmula do Executivo demissionário, que pode somente abordar tarefas pendentes, mas não tomar decisões novas nem, por exemplo, elaborar o orçamento para o próximo ano, algo que na Holanda é feito em setembro. Segundo essa possibilidade, as eleições seriam em novembro ou dezembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.