Aaron Chown/PA Wire/Pool via Reuters - 8/11/2020
Aaron Chown/PA Wire/Pool via Reuters - 8/11/2020

Rainha Elizabeth II cancela presença em evento oficial por recomendação médica

Monarca deixou de ir a cerimônia que faz tributo a britânicos mortos durante guerras neste domingo; segundo o Palácio de Buckingham, ela sofreu uma 'torção nas costas' e está em repouso

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de novembro de 2021 | 10h35

LONDRES - A rainha Elizabeth II, de 95 anos, cancelou a sua presença em uma das principais cerimônias oficiais do Reino Unido neste domingo, 14, devido a um problema nas costas, segundo informou o Palácio de Buckingham. 

O culto, conhecido como ‘domingo da lembrança’ (Remembrance Sunday), faz um tributo aos britânicos mortos em guerras e é uma das datas mais importantes do calendário da monarca, cuja presença era altamente esperada após recentemente cancelar uma série de aparições por recomendação médica.

“A Rainha, que sofreu uma torção nas costas, decidiu nesta manhã, com grande pesar, que não estaria apta a comparecer ao culto deste domingo no Cenotáfio”, diz a nota oficial divulgada poucas horas antes do início da cerimônia. “A Sua Majestade está desapontada em perder o evento”, continua.

Ao longo de 69 anos no trono, a monarca só perdeu o evento no Cenotáfio apenas seis vezes, segundo a agência de notícias Reuters: quatro enquanto viajava ao exterior e duas vezes quando estava grávida.

A rainha passou a noite em um hospital de Londres no último mês para a realização de exames médicos. No dia 29 de outubro, o palácio divulgou nota em que dizia que médicos indicaram um repouso de 'pelo menos' duas semanas e que evitasse atividades cansativas. Ela cancelou, por exemplo, a sua participação na última Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (COP-26), encerrada ontem em Glasgow, na Escócia.

Na última quinta-feira, o Palácio de Buckingham havia dito que a monarca pretendia assistir à cerimônia no Cenotáfio, um memorial de guerra localizado na região central de Londres, do alto de um sacada, como tem feito ao longo dos últimos anos. A Rainha serviu durante a 2ª Guerra Mundial como motorista e mecânica do exército, e dá grande importância ao 'domingo da lembrança'.

Neste domingo, os britânicos tradicionalmente usam broches de papoulas, símbolo da data, e fazem dois minutos de silêncio às 11h em todo o território nacional. 

Outros membros da realeza britânica e políticos compareceram à cerimônia em Whitehall, rua no centro de Londres, e se juntaram a centenas de militares e veteranos de Guerra ao redor do Cenotáfio. O filho da rainha e primeiro nome na linha de sucessão, príncipe Charles, depositou uma coroa de flores em nome da mãe durante a cerimônia, como tem feito desde 2017. A sua esposa, Camilla, a duquesa de Cambridge, Kate, e a condessa de Wessex, Sophie, assistiram à cerimônia do balcão. O primeiro ministro do Reino Unido, Boris Johnson, também foi ao evento.

A Rainha continuou a trabalhar de casa durante o seu período de repouso. Ela tem passado a maior parte de seu tempo no castelo de Windsor, no oeste de Londres, mas já passou um final de semana, neste período de repouso, em Sandringham, uma propriedade da família real no leste da Inglaterra. No último dia 1º, ela foi vista descumprindo as recomendações médicas enquanto dirigia o seu carro nos arredores de Windsor/ASSOCIATED PRESS E REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.