Rajá de Terengganu é coroado novo rei da Malásia

O rajá do estado de Terengganu, Mizan Zainal Abidin, foi coroado nesta quarta feira como o novo rei da Malásia, tornando-se o 13º soberano a subir ao trono desde que o país proclamou a sua independência do Reino Unido, há quase 50 anos.Mizal Zainal Abidin, de 44 anos, foi proclamado rei numa vistosa cerimônia com a presença do primeiro-ministro, Abdullah Badawi, e ministros de seu governo, além de membros da famílias dos nove sultãos da Malásia.O rajá de Terengganu, estado rico em jazidas de petróleo, substitui no trono o sultão de Perlis, Tuanku Syed Sirajuddin, que na terça-feira concluiu seu mandato de cinco anos.A constituição malaia estabelece que o rei é nomeado a cada cinco anos entre os nove sultãos da Malásia, por um sistema de rodízio. As suas funções são meramente cerimoniais. Entre os cargos está a chefia nominal das Forças Armadas.O rei é visto pelos muçulmanos do país, que representam 60% dos 26 milhões de habitantes, como o patriarca da etnia malaia.Durante o mandato do ex-primeiro-ministro Mahathir Mahamad, os nove sultãos perderam alguns de seus poderes e privilégios. Alguns deles estavam envolvidos em escândalos de corrupção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.