Rajoy defende que UE aplique acordos da cúpula

O presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, defendeu neste sábado que a União Europeia coloque em andamento "sem vacilar" as decisões adotadas na reunião de cúpula realizada no final de junho e com a "mesma energia e rapidez" com a qual a Espanha está tomando medidas difíceis contra a crise. Rajoy fez os comentários durante sua participação no curso de verão organizado pela Fundación para el Análisis y los Estudios Sociales, uma fundação ligada ao Partido Popular, em Navacerrada.

AE, Agência Estado

07 de julho de 2012 | 10h05

Rajoy disse que a Europa deve executar as medidas com a maior celeridade possível com o objetivo de acalmar os mercados financeiros, já que nos últimos dias o prêmio de risco voltou a subir. Segundo o presidente espanhol, é necessário que os compromissos adotados pelos líderes europeus para aprofundar a política econômica comum e fazer do euro um projeto irreversível sejam colocados em prática de forma "ágil, rápida e efetiva" para que tragam "realidades concretas e palpáveis" em benefício dos cidadãos.

"Estamos em um momento decisivo e se em um momento decisivo se aposta por mais integração, pelo euro e pela união bancária, isso deve ser levado adiante agora", disse o líder do Partido Popular.

Rajoy afirmou que a UE deve ter "a mesma energia e rapidez" adotada por muitos países para estabilizar os mercados. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EspanhacriseUE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.