Rajoy presta contas para conter escândalo de corrupção

O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, divulgou neste sábado detalhes de sua renda e declarações de impostos. A medida é em um esforço para desarmar um escândalo de corrupção envolvendo seu o governo, após alegações na mídia de que ele e membros de seu partido teriam recebido e distribuído pagamentos por baixo dos panos.

EQUIPE AE, Agência Estado

11 de fevereiro de 2013 | 19h55

As contas apareceram hoje no site oficial de Rajoy e indicam que ele teve corte salarial de 240 mil (US$ 320.780), para 75 mil euros (US$ 100.240) como premiê. Os dados, no entanto, datam de 2003, ano em que ele foi nomeado candidato pelo Partido Popular.

O escândalo emergiu depois que o jornal El Pais publicou matéria em 31 de janeiro sobre os livros contáveis do tesoureiro do partido, Luis Barcenas, revolvendo os últimos 20 anos. Segundo o diário, os documentos mostravam supostos pagamentos em dinheiro aos principais líderes do partido, incluindo Rajoy. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhacorrupção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.