Ramón Puerta renuncia à Presidência do Senado

O presidente do Senado argentino, Ramón Puerta, acaba de renunciar, na madrugada desta segunda-feira, à vice-presidência do país, pouco depois da renúncia do próprio presidente, Adolfo Rodríguez Saá. Na prática, segundo o porta-voz Alejandro Barrionuevo, Puerta abandonou tão somente a presidência do Senado, mas ocorre que, pela vacância do cargo de vice-presidente, este posto é o segundo na linha de sucessão presidencial. A Argentina não tem vice-presidente desde que, há 20 meses, Carlos ?Chacho? Alvarez renunciou. Puerta deveria ocupar a presidência, que menos de uma hora antes tinha sido abandonada por Rodríguez Saá. A presidência da Argentina está agora nas mãos do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Camaño, que já convocou Assembléia para escolher o novo presidente interino do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.