Ramos Horta quer que tropas australianas fiquem no Timor até 2007

O primeiro-ministro do Timor Leste, José Ramos Horta, espera que as tropas australianas fiquem no país pelo menos até o fim de 2007, informou nesta terça-feira a rádio australiana ABC.Para o Timor, é imprescindível que a Austrália mantenha sua presença no nível atual até fim deste ano e que deixe pelo menos um batalhão sob o comando das Nações Unidas em uma missão de paz até o fim de 2007, explicou o governante timorense.Ramos Horta manifestou seu interesse pela presença das forças australianas no Timor depois que o ministro de Assuntos Exteriores da Austrália, Alexander Downer, falou sobre a possibilidade de iniciar a retirada de suas tropas do país.O novo primeiro-ministro timorense acrescentou que a segurança no Timor melhorou e que a situação é parecida com a anterior às manifestações ocorridas em maio.Por sua vez, o comandante das forças australianas no Timor, Mick Slater, disse que a população local ainda teme que a situação volta a se agravar.Segundo Slater, as tropas australianas fazem patrulhas para impedir que ocorram novos distúrbios e convencer os deslocados a retornarem para suas casas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.