Raúl Castro encerra Cúpula com compromisso de revitalizar o Noal

O presidente interino de Cuba, Raúl Castro, encerrou neste domingo a 14ª Cúpula do Movimento de Países Não-Alinhados (Noal), realizada em Havana, ratificando o compromisso da ilha em trabalhar para a revitalização da organização."Trabalharemos para fazer um Movimento mais representativo" e "avançar na agenda comum em defesa de nossos interesses coletivos", disse Raúl Castro durante o encerramento do encontro, que teve um atraso de cinco horas sobre o horário previsto."Atuaremos sempre tomando como base o princípio da solidariedade", acrescentou o segundo homem da hierarquia cubana.Raúl Castro apontou o fato de ter sobressaído o espírito de entendimento e o consenso em temas complexos, o que demonstra a decisão em "dar prioridade ao que une (os países do Noal) e enfrentar juntos os efeitos da ordem econômica e política imposta pelos poderosos, que não é algo apenas profundamente injusto, mas também insustentável"."Foi um grande exemplo da maturidade que depois de 45 anos está alcançando o Movimento", assegurou Raúl, que concluiu seu discurso agradecendo a atitude dos participantes em nome de Cuba e do presidente Fidel Castro, o grande ausente da reunião.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.