Raúl defende PC como partido único

O Partido Comunista Cubano terminou ontem sua Primeira Conferência sem definir um dos principais temas: o limite de mandatos partidários e estatais a cinco anos, com uma recondução. Raúl Castro voltou a mostrar-se favorável à medida, mas enterrou esperanças de uma abertura ao dizer que a política de partido único, com o poder centralizado no PC, não será modificada. Na província de Guantánamo, dez ativistas dos grupos Damas de Blanco e Resistência Democrática foram presos quando chegavam para uma missa. / L.P.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.