Razanne, a Barbie muçulmana

À primeira vista, Razanne não teria nenhuma chance de competir com Barbie, pois a bonequinha muçulmana, lançada recentemente no mercado americano, é exatamente o oposto da curvilínea, elegante e deslumbrante boneca adorada pelas meninas dos Estados Unidos e de muitos outros países. Mas é exatamente por isso que as meninas muçulmanas americanas estão preferindo brincar com Razanne, com seus vestidos de mangas largas e a cabeça coberta. Para Ammar Saadeh, o criador de Razanne, a boneca não somente "preenche um vazio no mercado" de brinquedos, mas também oferece às meninas muçulmanas uma imagem "com a qual se relacionam". "A principal mensagem que procuramos lançar através da boneca é que o importante é o que ela transmite e não seus trajes atrativos", disse Saadeh, que, com sua mulher e vários investidores, criou, há sete anos, a empresa NoorArt, com sede em Livonia, no Estado de Michigan, que vende Razanne e outros brinquedos, planejados para crianças muçulmanas. Razanne, que tem o corpo de uma menina na idade da puberdade, é vendida em três versões: uma branca e cabelo loiro, outra morena e cabelo preto e a terceira de pele e cabelo negros. Os criadores da NoorArt trabalham nas futuras versões da boneça muçulmana, que incluem a médica Razanne e a astronauta Razanne e também está a Razanne exploradora. Mimo Debryn, da cidade de West Bloomfield, disse que comprou uma Razanne para sua filha Jenna, de 11 anos. "A boneca é parecida com a maioria das meninas como Jenna", disse Debryn. "Ela adora a boneca e está sempre brincando com Razanne, tratando-a com respeito. Jenna nunca pensou em tirar o hijab (véu) da cabeça de Razanne, enquanto a Barbie tem versões em que aparece quase nua. Razanne faz Jenna sentir-se mais confortável com o fato de ser uma menina muçulmana." A boneca muçulmana é vendida nos EUA, Canadá, Cingapura e Alemanha. Saadeh não informou os números das vendas da boneca, mas disse que cerca de 30 mil delas já foram vendidas pela internet. Os preços variam entre US$ 9,99, o modelo mais simples e US$ 24,99, na versão em que a professora Razanne tem uma maleta e outros acessórios.

Agencia Estado,

09 de outubro de 2003 | 19h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.