RCTV saiu do ar em 2007 causando onda de protestos

Em maio de 2007, o governo venezuelano recusou-se a renovar a concessão da opositora Rádio Caracas Televisão (RCTV), que estava havia 53 anos no ar e era a emissora de TV mais popular da Venezuela. Chávez acusou o diretor da TV, Marcel Granier, de ter participado do golpe contra seu governo em 2002. Na época, a decisão desatou uma onda de protestos em toda a Venezuela. Os grupos estudantis venezuelanos tiveram uma grande participação no movimento - o que não ocorria havia muitos anos no país.Desde então, a RCTV transmite a partir de Miami em sinal fechado. Os índices de audiência da emissora que a substituiu na frequência do canal 2 - a Televisão Venezuelana Social (Teves) - são de cerca de 2%. Quando ainda transmitia em sinal aberto, a RCTV costumava ter 40% da audiência.

REUTERS E AP, O Estadao de S.Paulo

12 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.