Reação de iraquianos a fotos de tortura preocupa EUA

As fotos de iraquianos sendo torturados por soldados americanos causaram revolta na comunidade internacional. De acordo com a CNN, o primeiro-ministro britânico Tony Blair disse ter ficado chocado com as imagens. O líder australiano, John Howard, também disse estar abalado mas elogiou a rapidez do Exército para punir os soldados responsáveis. Militares americanos estão preocupados com a reação dos iraquianos e estão discutindo com diretores dos jornais a cobertura da notícia. Na sexta-feira não há publicação de jornais em países muçulmanos. Abdel Bari Atwa, editor do jornal árabe Al-Quds em Londres, afirmou que os iraquianos ficarão revoltados. "Abuso sexual é uma das piores ofensas no mundo muçulmano. Os EUA perderam completamente a batalha".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.