Reator em Fukushima é coberto antes de tempestade

A empresa japonesa Tokyo Electric Co. (Tepco) disse hoje que está cobrindo buracos no teto de um prédio danificado na usina nuclear de Fukushima/Daiichi, para proteger o local antes de chuvas pesadas. A informação partiu do jornal Nikkei na edição da manhã de terça-feira (hora local).

AE, Agência Estado

18 de julho de 2011 | 17h22

O prédio das turbinas do terceiro reator apresentava buracos no teto, por causa de uma explosão de hidrogênio que ocorreu após o desastre de 11 de março na usina. Com um tufão se aproximando do Japão, a quantidade de água radioativa no edifício poderá aumentar por causa das chuvas.

Placas de metal foram instaladas nos buracos do teto e a Tepco planeja cobrir outro buraco menor já na manhã da terça-feira. Também foram instalados sacos de areia para conter a água da chuva.

Já no reator 4 da usina, a Tepco planeja colocar em operação um equipamento para resfriar a piscina de combustível usado até 31 de julho, com uma operação do mesmo tipo no reator 1 até 5 de agosto. Esses mecanismos deverão resfriar a temperatura das piscinas para menos de 40 graus centígrados, o que finalmente permitiria à empresa ter todos os seis reatores sob controle.

Na terça-feira, a Tepco e o governo japonês irão avaliar a primeira etapa do plano para solucionar o acidente nuclear. A Tepco e o governo também anunciarão seus planos para uma segunda etapa, a qual prevê o fechamento a frio dos reatores. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.