Rebelde angolano caiu quando descansava à beira de um rio

As circunstâncias em que morreu o líder da guerrilha angolana Unita, Jonas Savimbi, aos 67 anos, foram detalhadas hoje pelo general que o combateu, Simão Carlitos Wala. Em entrevista ao Jornal de Angola, publicada hoje, Wala afirmou que Savimbi morreu às 15 horas de sexta-feira, junto com outros 21 homens, surpreendido pelas forças armadas quando descansava às margens do Rio Luvei, em Moxico. O jornal, o único do país, publica hoje uma edição especial de dez páginas sobre a morte de Savimbi, cujo corpo foi enterrado ontem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.