Rebeldes ameaçam destituir o presidente

Os rebeldes do M23, que na terça-feira tomaram Goma, uma das principais cidades da República Democrática do Congo, afirmaram ontem que marcharão sobre a capital do país, Kinshasa, e destituirão seu presidente, Joseph Kabila. "Queremos nossa nação de volta", disse o coronel insurgente Vianney Kazarama, diante de milhares de pessoas, no estádio de futebol da localidade sob seu controle. Acredita-se que o M23 seja apoiado por Ruanda. Cerca de 3 mil militares e policiais de Goma aderiram ao movimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.