Rebeldes capturam contratado pela ONU em Darfur

Um helicóptero e a tripulação da aeronave contratada por forças de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) estão "detidos" por rebeldes na região de Darfur, no Sudão, há dez dias, segundo informações do controle da missão.

AE, Agência Estado

13 de agosto de 2013 | 09h12

O helicóptero modelo Mi-8 estava sendo operado sob contrato de uma empresa russa e não levava os símbolos da ONU, afirmou Christopher Cycmanick, porta-voz da missão da ONU em conjunto com a União Africana em Darfur. A missão é conhecida como UNAMID.

Um dos membros da tripulação é sudanês, enquanto os outros dois são estrangeiros, disse ele, sem informar as nacionalidades.

O helicóptero estava entregando suprimentos a locais de atuação da UNAMID no estado de Darfur do Sul, quando uma falha mecânica obrigou a aeronave a fazer um pouso de emergência em 3 de agosto, cerca de 50 quilômetros a sudeste da cidade de Nyala, disse Cycmanick.

"Os membros da tripulação, um total de três, foram detidos por membros do SLA-Minni Minnawi", afirmou o porta-voz, referindo-se a um dos principais grupos rebeldes de Darfur.

"Desde aquela época, a comunicação tem sido mantida com todas as partes e as negociações estão em andamento para conseguir a liberação segura da tripulação, assim como a recuperação do helicóptero", disse Cycmanick. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
sudãoviolênciahelicóptero

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.