Rebeldes capturam porta-voz de Kadafi

Moussa Ibrahim foi preso perto de Sirte, afirmam rebeldes; paradeiro do ditador segue um mistério

estadão.com.br

29 Setembro 2011 | 16h03

SIRTE - O porta-voz do regime de Muamar Kadafi, Moussa Ibrahim, foi capturado nesta quinta-feira, 29, na cidade de Sirte, informaram comandantes das tropas do Conselho Nacional de Transição (CNT). As informações são da agência de notícias AFP.

 

Veja também:
forum OPINE: 
Onde se esconde Kadafi?
especialESPECIAL: Quatro décadas de ditadura na Líbia
lista ARQUIVO: ‘Os líbios deveriam chorar’, dizia Kadafi

 

"Os combatentes de Misrata nos contataram para anunciar que Moussa Ibrahim havia sido capturado", disse Mustafa ben Dardef, da brigada de Zinten, ao CNT. "Moussa Ibrahim foi capturado pelos revolucionários de Misrata quando circulava a bordo de um automóvel perto de Sirte", disse outro comandante revolucionário, Mohammed al-Marimi.

 

De acordo com informações dos rebeldes, o porta-voz do regime de Kadafi estava disfarçado de mulher, o que não pode ser confirmado. O paradeiro de Ibrahim era desconhecido desde que os rebeldes tomaram Trípoli, a capital do país, onde o ditador mantinha seu quartel-general. O coronel, porém, continua escondido.

 

Os combatentes de Misrata estão há duas semanas tentando tomar Sirte, cidade natal de Kadafi situada 360 quilômetros a oeste da capital. O local é um dos últimos focos de resistência do regime, que já durava 42 anos. Os revolucionários controlam o aeroporto local, mas ainda enfrentam resistência das tropas leais ao ditador.

 

Na sexta-feira, Ibrahim fez um apelo contra "agentes e traidores", denunciou o que chamou de "genocídio" perpetrado pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e seus "agentes líbios" e criticou a comunidade internacional por sua "falta de ação".

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.