Rebeldes chechenos emboscam e matam cinco russos

A guerrilha chechena emboscou e matou cinco soldados russos e policiais que atendiam a um pedido de socorro sobre um assassinato, informam autoridades. Os soldados emboscados respondiam a um alerta de emergência em Vashindaroi, onde cerca de 20 homens não identificados arrastaram o presidente do Conselho de Anciãos da cidade até a rua e o mataram. Entre as vítimas da emboscada estaria Said-Ibragim Shamayev, filho do principal líder espiritual dos muçulmanos chechenos. Em outra ocorrência, dois soldados russos foram mortos e dois outros, feridos, por uma mina terrestre na cidade de Grozny, capital da Chechênia. Além disso, aviões russos bombardearam supostas posições rebeldes no distrito de Nozhai-Yurt. Artilharia também foi usada em outras partes do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.