Rebeldes continuam manipulando destroços do MH17

Separatistas estão tentando "esconder qualquer pista" do seu envolvimento com o incidente, disse ministro ucraniano

Agência Estado

28 Julho 2014 | 18h58

O ministro do Exterior da Ucrânia, Pavlo Klimkin, afirmou nesta segunda-feira que os separatistas pró-Rússia continuam tentando manipular os destroços do voo da Malaysia Airlines que caiu no leste do país, controlado pelos rebeldes.

Em entrevista a jornalistas, Klimkin disse que conflitos que têm impedido as polícias internacionais de chegar aos destroços foram causados pelos separatistas que estão tentando "esconder qualquer pista" do seu envolvimento com o incidente.

"Para nós é extremamente importante assegurar acesso ao local e garantir uma investigação efetiva e transparente", declarou.

O ministro disse ainda que um cessar-fogo na região onde estão os destroços do avião é uma prioridade para as autoridades de Kiev.

Klimkin afirmou que o governo luta contra o fluxo constante de armas e dinheiro vindo da Rússia em suporte aos separatistas. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
UCRÂNIAAVIÃOREBELDES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.