Rebeldes da Costa do Marfim vão assinar acordo de trégua

Rebeldes por trás dealguns dos mais sangrentos choques dos últimos quatro meses naCosta do Marfim aceitaram neste domingo assinar um acordode trégua antes das conversações de paz que ocorrerão estasemana em Paris. "Para haver paz neste país, temos de assinar este documento", disse o sargento Felix Doh, líder de uma das duas facçõesque atuam no oeste deste nação africana rica em cacau e café. O principal movimento rebelde do país, estabelecido no norteda Costa do Marfim, assinou - e violou em algumas ocasiões - umacordo de trégua com o governo em outubro último. Até então, asduas facções rebeldes do oeste do país nunca haviam concordadoem assinar nenhum acordo. Representantes dos dois grupos rebeldes viajaram esta noitepara Togo com o objetivo de formalizar sua adesão ao acordo. Acerimônia de assinatura deverá ocorrer na segunda-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.