Rebeldes de Uganda matam 14 em ataque a ônibus

Rebeldes do Exército de Resistência do Senhor emboscaram um ônibus no norte de Uganda, mataram 14 passageiros e ferindo doze outros, informa um porta-voz do Exército. O tenente Paddy Ankunda disse que os rebeldes atacaram e incendiaram o ônibus, que viajava de Kampala para Pakwach. Ele disse que os passageiros de dois veículos que seguiam o ônibus conseguiram escapar. Tropas do governo resgataram 50 viajantes e levaram os ferido a um hospital, afirmou.Os rebeldes do ERS combatem há 16 anos o governo do presidente Yoweri Museveni, e já executaram diversas emboscadas contra veículos militares e civis no norte de Uganda. Em março de 2002, o Exército de Uganda lançou a Operação Punho de Ferro contra as bases rebeldes localizadas no Sudão, forçando centenas de guerrilheiros a retornar ao território de Uganda, para eliminá-los. Desde então, o governo de Musveni tenta atrair os rebeldes, cujo líder, Joseph Kony, alega ter poderes sobrenaturais, para conversações de paz, mas a guerrilha vem se recusando a participar de reuniões nos locais determinados pelo governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.