Rebeldes devem assinar acordo de cessar-fogo na Costa do Marfim

Rebeldes ocidentais voltaram atrás, neste sábado, em decisão de se retirar das negociações de paz previstas para a próxima semana em Paris. Eles afirmaram que participarão do evento apesar de estarem insatisfeitos com o que qualificaram como continuidade dos ataques do governo. O sargento rebelde Felix Doh garantiu ainda que assinaria um cessar-fogo para todas as operações de seu grupo no país antes de negociar.Mediadores franceses e de países do oeste da África tentaram marcar ainda para hoje a cerimônia de assinatura no Togo. No entanto, Doh disse que não poderia participar por razões de saúde. A data para uma viagem ao Togo para a assinatura do cessar-fogo será decidida mais tarde, segundo ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.