Rebeldes disparam foguetes contra Damasco

Guerrilheiros rebeldes disseram que dispararam foguetes Katyusha contra bases do governo no centro de Damasco nesta quarta-feira em resposta ao suposto uso de armas químicas pelo regime do presidente Bashar Assad contra civis.

AE, Agência Estado

28 Agosto 2013 | 10h14

Ativistas da oposição registraram imagens que mostram o que eles disseram ser o lançamento de dois foguetes Katyusha produzidos localmente. Segundo os rebeldes, a ofensiva foi feita "em resposta ao massacre de armas químicas em Ghouta Oriental."

Os insurgentes também dispararam morteiros contra o quartel-general da inteligência na região leste da capital, sem causar vítimas, disse o Observatório Sírio para Direitos Humanos.

O ataque aconteceu poucas horas depois de as forças do governo dispararem dois mísseis no subúrbio Jobar, região leste de Damasco. "Jobar foi bombardeado à meia-noite e violentos confrontos eclodiram entre tropas sírias e rebeldes na periferia desta área", disse o Observatório.

A organização acrescentou que ataques semelhantes tinham como alvo Ghouta Oriental, uma das duas principais áreas que teriam sido atingidos por armas químicas em 21 de agosto. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
SÍRIAVIOLÊNCIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.