Rebeldes dizem estar cercados por forças da Ucrânia

A insurgência pró-Rússia no leste da Ucrânia afirmou neste sábado que as forças ucranianas assumiram o controle da cidade de Krasnyi Luch, deixando a maior cidade da região controlada por rebeldes, Donetsk, cercada.

AE, Estadão Conteúdo

09 de agosto de 2014 | 11h09

No comunicado, os rebeldes parecem estar admitindo que as forças do governo da Ucrânia estão avançando após quatro meses de conflitos. Segundo o documento, a cidade de Krasnyi Luch "foi tomada pelo inimigo", deixando os rebeldes "cercados".

O porta-voz das ações militares da Ucrânia, Andriy Lysenko, disse a repórteres neste sábado que não pode confirmar a alegação de que a cidade estaria sob o comando das tropas. Em Donetsk, um porta-voz da prefeitura afirmou que pelo menos uma pessoa morreu e diversas ficaram feridas em ataques ocorridos hoje no sul da cidade.

Na medida em que os confrontos continuam, aumentam as preocupações com uma catástrofe humanitária em Luhansk, onde os conflitos têm sido mais fortes e prolongados. Segundo agências de notícias russas, a prefeitura da cidade disse estar sem água e energia elétrica há uma semana, com a maioria do seu comércio fechado.

A Rússia tem pressionado para enviar uma missão humanitária a Luhansk, mas o governo da Ucrânia e os países ocidentais suspeitam que isso pode ser um pretexto para o envio de tropas. Eles afirmam que a Rússia já reuniu cerca de 20 mil tropas na fronteira com a Ucrânia. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.