Rebeldes explodem fábrica da Coca-Cola no Nepal

Rebeldes maoístas explodiram uma fábrica da Coca-Cola em Katmandu, capital do Nepal, no primeiro ataque desde a decretação de estado de emergência no país pelo rei Gyanendra devido a vários ataques que deixaram cerca de 200 mortos nas últimas semanas. Segundo a polícia, ninguém ficou ferido. Duas bombas explodiram pela manhã, momento antes da entrada do primeiro turno na fábrica. Após os atentados, tropas militares tomaram posição ao redor do parque industrial de Balaju, onde a fábrica está localizada. Os rebeldes lutam desde 1996 para abolir a monarquia constitucionalista e para instituir uma república socialista no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.