Rebeldes iraquianos ameaçam matar terrorista

Um grupo de homens armados e mascarados ameaçou assassinar o militante jordaniano Abu Musab al-Zarqawi se ele não deixar o Iraque imediatamente. O grupo acusa o suposto líder extremista de matar iraquianos inocentes e manchar a religião muçulmana.As ameaças expõem uma possível revolta entre rebeldes iraquianos contra combatentes estrangeiros infiltrados no país. Muitos insurgentes locais consideram essa presença tão ilegítima quanto a dos 160.000 soldados dos Estados Unidos e de outras nacionalidades no Iraque.Em uma fita de vídeo levada ao ar pela emissora Al-Arabiya, um grupo chamado "Movimento da Salvação" questionou a forma como Al-Zarqawi estaria utilizando o Islã para justificar o assassinato de civis inocentes, atacar alvos do governo e promover seqüestros de estrangeiros seguidos de decapitações."Ele deve deixar o Iraque imediatamente, ele e todos os seus seguidores, todos aqueles que dão cobertura a ele e suas ações ações criminosas", diz o homem mascarado no vídeo exibido pelo canal árabe de televisão. A divulgação do vídeo representa a primeira vez que um suposto grupo iraquiano faz ameaças desse tipo a Al-Zarqawi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.