Rebeldes ligados a Al-Sadr são desalojados em Najaf

As autoridades do Iraque desalojaram membros da milícia encabeçada pelo religioso xiita Moktada Al-Sadr que ocupavam ilegalmente um edifício na cidade sagrada de Najaf, a 160 km de Bagdá. Os iraquianos haviam recebido um prazo para deixarem o prédio e, como não o cumpriram, foram retirados à força. Soldados do I Batalhão das Forças Especiais, encabeçadas pelos EUA, se encarregaram da segurança na área. Segundo o exército, não houve vítimas. O exército Al-Majdi, encabeçado por Al-Sadr, combateu durante meses as forças norte-americanas antes do de um cessar-fogo. Agora, o religioso radical está indeciso entre criticar o novo governo interino ou apoiar as ações de reconstrução. Recentemente, o grupo liderado por ele tem tentado se distanciar das armas para assumir um papel político nas eleições de janeiro.

Agencia Estado,

16 de julho de 2004 | 04h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.