Rebeldes mantêm ataques a setor petrolífero iraquiano

Um funcionário de segurançaportuguês e seu guarda-costas iraquiano morreram hoje naexplosão de uma bomba à beira da estrada em que viajavam deBasra, no sul do Iraque, para a cidade de Zubayr. Um policialiraquiano e um indiano ficaram feridos.O Ministério de Relações Exteriores português identificou seucidadão como Antonio José Monteiro Abelha, de 36 anos, naturalde Elvas, no sudoeste de Portugal. Monteiro Abelha trabalhavacomo segurança para a empresa estatal Oil Products Co., disse ocapitão de polícia iraquiana Diaa Hussein.Foi o segundo ataque em quatro dias contra pessoas envolvidasna proteção da indústria petrolífera iraquiana. Na quarta-feira,atiradores mataram o chefe de segurança da empresa estatalNorthern Oil Company, Ghazi Talabani, em Kirkuk.Os insurgentes também têm atacado o sistema de oleodutos doIraque, cortando todas as exportações dos campos do sul do país.O Iraque esperava retomar parcialmente as exportações neste fimde semana. O país estava exportando cerca de 1,5 milhão debarris de petróleo por dia através de dois oleodutos no sul dopaís, ambos danificados em ataques.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.