Rebeldes maoístas matam 16 policiais no Nepal

Rebeldes maoístas que lutam pelo fim do regime monárquico no Nepal assassinaram hoje pelo menos 16 policias, durante um ataque contra uma delegacia na vila de Bhakunde, a 45 quilômetros ao leste de Katmandu. Segundo policiais, que pediram anonimato, depois de uma batalha de quase duas horas, os rebeldes ainda levaram armas e munições. O rei Gyanendra declarou estado de emergência em 26 de novembro do ano passado, ordenando, ao mesmo tempo, que o exército combatesse os rebeldes depois que a polícia, pouco equipada, falhou em eliminar a guerrilha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.