Rebeldes maoístas matam nove policiais no Nepal

Nove policiais foram mortos nesta terça-feira em um ataque de rebeldes maoístas contra uma delegacia no distrito de Jhapa, cerca de 600 quilômetros ao sudeste de Katmandu, no Nepal, e perto da fronteira com a Índia, disseram fontes oficiais. Um grupo de maoístas bloqueou com um caminhão em chamas a estrada que levava ao posto policial, que foi atacado depois. Na segunda-feira morreram 14 pessoas no distrito de Kavrepalanchowk, cerca de 50 quilômetros ao leste de Katmandu, quando os rebeldes atacaram um grupo de 70 soldados. Treze dos mortos eram soldados e um pertencia à guerrilha maoísta, que impôs durante seis dias e até ontem um bloqueio nas principais estradas do país, mantendo Katmandu isolada. O objetivo dos rebeldes é pressionar o governo para que convoque eleições constituintes. Os rebeldes lutaram na última década contra diversos governos no Nepal, para conseguir o estabelecimento de um Estado comunista, em um conflito que já fez 13 mil mortos.

Agencia Estado,

21 Março 2006 | 04h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.