Rebeldes matam 24 policiais e 11 soldados no Nepal

Após quatro meses de cessar-fogo, rebeldes maoístas iniciaram ontem uma série de ataques contra um posto do Exército, delegacias de polícia e prédios do governo do Nepal, matando pelo menos 11 soldados e 24 policiais, informou neste sábado a imprensa local. Os rebeldes mataram os soldados em um ataque contra o quartel de Bhawani Baks Gulma, en Dang, cerca de 400 quilômetros ao oeste da capital, Katmandu, informou a Rádio Nepal, citando fontes policiais e governamentais. Foi a primeira vez que os rebeldes, cujo grupo atua como a guerrilha peruana Sendero Luminoso, atacaram os militares desde 1996, quando iniciou sua campanha violenta em busca de um Estado comunista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.