Rebeldes nigerianos afirmam ter atacado oleoduto

O principal grupo rebelde de uma área rica em petróleo do sul da Nigéria afirmou neste sábado ter atacado um oleoduto operado pela Royal Dutch Shell e pela Chevron. A Shell, no entanto, diz não dispor de informações de que algum de seus oleodutos no Delta do Rio Níger tenha sido atacado.

RICARDO GOZZI, Agencia Estado

19 de dezembro de 2009 | 17h37

Segundo um comunicado distribuído pelo Movimento para a Emancipação do Delta do Níger, 35 militantes a bordo de cinco embarcações "executaram um aviso de ataque contra um oleoduto da Shell/Chevron no Estado sulista de Rios".

Se confirmado, o ataque do Movimento para a Emancipação do Delta do Níger encerra uma trégua de dois meses a ataques a instalações petrolíferas na região.

O grupo rebelde promove há anos uma luta armada para exigir o repasse de mais royalties da exploração de petróleo para a região, uma vez que grande parte da população local vive em situação de extrema miséria. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Nigériarebeldesoleoduto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.