Rebeldes ocupam cidade no centro do Afeganistão

Centenas de rebeldes atacaram nesta quarta-feira uma remota cidade na região central do Afeganistão e ocuparam brevemente o quartel-general da polícia depois de expulsar as forças locais de segurança, informaram autoridade afegãs. Em outro episódio de violência registrado nesta quarta-feira, supostos rebeldes assassinaram o subcomandante da polícia da província sulista de Zabul e feriram três oficiais num ataque de granada propelida por foguete contra o carro no qual viajavam as quatro vítimas, disse Ali Khail, porta-voz do governo local. Também em Zabul, supostos rebeldes entraram em choque com soldados americanos, informou o major americano Quentin Innis. Não havia informações iniciais sobre eventuais vítimas do choque. A ofensiva atribuída à milícia fundamentalista islâmica Taleban sobre a região central do Afeganistão teve como alvo a cidade de Chora, na província de Uruzgan. O ataque começou nas primeiras horas desta quarta-feira. Depois de horas de violentos combates com cerca de cem policiais, os rebeldes ocuparam o quartel-general, disse Rozi Khan, comandante da polícia local. Os militantes deixaram o quartel-general depois de algumas horas. Eles incendiaram veículos policiais e permaneceram na cidade. A polícia não retornou a Chora, disse Khan, citando relatos de moradores da cidade. "Se nossa polícia entrar lá, certamente haverá emboscadas", alegou Khan. De acordo com ele, nenhum policial ficou ferido nos choques. Não havia informações de vítimas entre os rebeldes. Apesar do recrudescimento da violência no sul afegão, onde houve cerca de 400 mortes ao longo das últimas semanas, são raros os casos de militantes que conseguiram expulsar as forças de segurança de alguma cidade nos anos que se seguiram à queda do regime liderado pelo Taleban, no fim de 2001.C

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.