Rebeldes pró-Moscou exibem monitores da OSCE

Militantes pró-Russia na cidade ucraniana de Slavyansk apresentaram neste domingo, durante coletiva de imprensa, os oito observadores militares da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) que detiveram na última sexta-feira e garantiram que eles não sofreram maus-tratos.

Agência Estado

27 de abril de 2014 | 09h57

O alemão Axel Schneider, que falou pelo grupo de monitores, negou que eles estivessem fazendo espionagem para a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), como alegam os insurgentes pró-Moscou.

Além dos representantes da OSCE, rebeldes simpatizantes da Rússia capturaram hoje três oficiais de segurança ucranianos, que também foram exibidos à imprensa. Os ucranianos estavam ensanguentados e tinham os olhos vendados com fita adesiva.

O movimento insurgente que age em Slovyansk tem recorrido cada vez mais à tomada de reféns para consolidar seu controle no leste da Ucrânia.

Nas últimas semanas, Kiev tem enfrentado grupos separatistas no leste ucraniano que começaram a se mobilizar após a península da Crimeia ter decidido, em referendo ocorrido no mês passado, abandonar a Ucrânia e voltar a fazer parte da Rússia. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Ucrâniamonitores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.