Rebeldes retomam controle centros de petróleo na Líbia

Com ajuda internacional, rebeldes reassumiram o controle de Ras Lanuf neste domingo, depois de retomarem Brega no sábado

Agência Estado,

27 de março de 2011 | 11h30

Grupos rebeldes da Líbia retomaram um segundo complexo de petróleo importante do país e avançam em direção à capital Tripoli, aproveitando a ajuda de ataques aéreos internacionais que tiraram força das tropas leais ao ditador Muamar Kadafi. Os rebeldes reassumiram o controle de Ras Lanuf neste domingo, depois de retomarem Brega no último sábado.

Brega e Ras Lanuf combinadas são responsáveis por uma grande parte das exportações de cerca de 1,5 milhão de barris diários de petróleo da Líbia, que estão suspensas desde que as revoltas contra Kadafi começaram, em 15 de fevereiro, inspiradas pela queda dos governos da Tunísia e do Egito.

Na abordagem de Ras Lanuf, ataques aéreos aparentemente atingiram três tanques de transporte vazios e deixaram dois edifícios que pareciam ser instalações de dormitórios marcados com tiros. Ontem o regime de Kadafi reconheceu que os ataques aéreos das forças aliadas obrigaram suas tropas a recuar.

O secretário de Defesa dos EUA, Robert Gates, afirmou que a ação internacional parece ser um sucesso. "O importante aqui era estabelecer uma missão militar que fosse atingível em um período limitado de tempo e que pudesse ser sustentada", disse em entrevista à rede CBS.

O Conselho de Segurança da ONU autorizou a operação para proteger civis líbios depois que Kadafi iniciou ataques contra manifestantes contrários ao governo que pediam a renúncia do ditador, no poder há 42 anos. Os ataques aéreos internacionais prejudicaram as tropas de Kadafi, permitindo que os rebeldes avançassem menos de duas semanas depois de eles estarem perto da derrota. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.