Rebeldes rompem trégua e avançam no norte do Congo

Rebeldes tutsis liderados pelo ex-general Laurent Nkunda atacaram novamente forças do governo congolês no norte da República Democrática do Congo (ex-Zaire), pouco após Nkunda se comprometer com um cessar-fogo mediado pelo enviado especial da ONU à região, o ex-presidente nigeriano Olusegun Obasanjo. Segundo os rebeldes, a ação foi uma medida defensiva em resposta às agressões do Exército. Tropas do presidente Joseph Kabila abandonaram suas posições em Rwindi, a 130 quilômetros de Goma, após a ofensiva rebelde nas últimas horas de domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.