Rebeldes sírios assumem controle de barragem

Os rebeldes sírios assumiram o controle da maior barragem da Síria nesta segunda-feira, após dias de intensos confrontos. O fato marca uma grande derrota do presidente Bashar Assad quase dois anos após o início da guerra civil no país. Os rebeldes já controlam outras duas barragens no Rio Eufrates, mas a barragem de Al-Furat, capturada hoje, é responsável pelo suprimento de água e energia para a maior parte da Síria.

AE, Agência Estado

11 de fevereiro de 2013 | 20h54

O ativista britânico e presidente do Observatório Sírio para os Direitos Humanos, Rami Abdul-Rahman, afirmou que os rebeldes assumiram o controle da barragem após derrotarem tropas do governo de Assad. O avanço foi liderado pelo grupo militante Jabhat Al-Nusra, ligado à Al-Qaeda, que tem lutado juntamente com os rebeldes no conflito.

A crise na Síria começou em março de 2011 com protestos pacíficos inspirados na Primavera Árabe, movimento que derrubou ditadores em outros países. Os conflitos evoluíram para uma guerra civil na medida em que a oposição se armou para lutar contra o regime. Mais de 60 mil pessoas já morreram nos conflitos, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU). As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Síriabarragem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.