Rebeldes sírios elegem novo conselho para unir oposição

Os comandantes dos rebeldes sírios elegeram um novo conselho com 30 membros e um presidente, informou neste sábado um representante dos rebeldes. A ação é um passo importante para unificar a oposição, que luta para tirar o presidente Bashar Assad do poder.

AE, Agência Estado

08 de dezembro de 2012 | 18h33

O Conselho Militar Supremo, definido na sexta-feira em reunião na Turquia, vai trabalhar com a liderança política escolhida no mês passado, no Catar.

O representante informou que o grupo Jabhat Al-Nusra, inspirado na Al-Qaeda, foi excluído do conselho. Os rebeldes parecem tentar se distanciar dos extremistas que geram preocupações aos aliados ocidentais da oposição síria.

O anúncio ocorre após a Síria alertar a Organização das Nações Unidas (ONU) que os rebeldes podem empregar armas químicas depois que conquistaram o controle de uma fábrica de produção de cloro tóxico no leste da cidade de Alepo. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Síriaoposiçãoconselho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.