Rebeldes sírios matam oito soldados do Líbano

Os confrontos aconteceram em Arsal, cerca de 90 quilômetros da capital, Beirute

AE, Estadão Conteúdo

03 de agosto de 2014 | 09h16

Rebeldes sírios que cruzaram a fronteira para o Líbano mataram oito soldados libaneses desde sábado, informou o Exército neste domingo. Os confrontos aconteceram em Arsal, cerca de 90 quilômetros da capital, Beirute. Segundo as autoridades, o local foi sitiado.

No começo do fim de semana, o Exército do Líbano disse que os soldados detiveram o cidadão sírio Imad Ahmad Jomaa, que se identificou como membro da Frente Nusra da Síria, ligada à Al-Qaeda. A Agência Nacional de Notícias afirmou que Jomaa foi preso quando estava sendo levado para um hospital no Líbano após ser ferido quando enfrentava as tropas sírias.

A Frente Nusra é um dos grupos mais poderosos que lutam para derrubar o governo do presidente sírio, Bashar Assad. O movimento tem uma forte presença no norte e centro da Síria, assim como na região fronteiriça com o Líbano.

A comunidade sunita do Líbano, incluindo Arsal, apoia amplamente os rebeldes sunitas que lutam contra Assad. Os xiitas, como aqueles que pertencem ao grupo militante Hezbollah do Líbano, geralmente dão suporte a Assad.

A guerra civil da Síria invadiu o Líbano em várias ocasiões e inflamou as tensões sectárias entre sunitas e xiitas, deixando dezenas mortos. No entanto, os ataques rebeldes anteriores nunca haviam entrado tão profundamente em território libanês. Pela primeira vez também, os rebeldes desafiaram diretamente as forças de segurança libanesas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaLíbanoViolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.