Rebeldes suspendem negociação com governo do Congo

O movimento rebelde congolês M23 suspendeu negociações de paz com o governo do Congo, anunciou nesta quarta-feira um porta-voz do grupo, alimentando temores de que ocorram mais ondas de violência no país do leste africano.

AE - AP, Agência Estado

01 de maio de 2013 | 16h13

Os rebeldes dizem que não faz sentido continuar negociando quando a Organização das Nações Unidas (ONU) se prepara para enviar ao Congo uma brigada autorizada a atacá-los, explicou René Abandi, líder da delegação do M23 que vinha se reunindo com representantes do governo congolês na vizinha Uganda.

O M23, o principal grupo rebelde em operação no leste do Congo, é formado por centenas de soldados que abandonaram o Exército congolês no ano passado, e acusa o governo de Kinshasa de não ter honrado os termos do acordo de paz assinado em março de 2009. Desde dezembro, membros do M23 e do governo do Congo vinham negociando em Kampala, capital de Uganda.

Tudo o que sabemos sobre:
CongorebeldesM23negociações de paz

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.