Rebeldes tâmeis declaram cessar-fogo no Sri Lanka

Os rebeldes Tigres da Libertação do Tâmil Eelam (LTTE), do Sri Lanka, anunciaram unilateralmente hoje que respeitarão um cessar-fogo por 30 dias a partir da noite de 24 para 25 de dezembro, em sinal de boa vontade para iniciar o processo de paz. O governo prometeu agir reciprocamente e anunciar um cessar-fogo dentro de um ou dois dias. "Saudamos o cessar-fogo e faremos um gesto recíproco dentro de um ou dois dias", disse o ministro do Exterior, Tyronne Fernando, à Associated Press.A declaração rebelde foi divulgada horas após a inauguração das sessões do Parlamento, dominado pela Frente Única Nacional do primeiro-ministro Ranil Wickremesinghe, que prometeu realizar negociações para por fim ao conflito que já dura 18 anos e matou mais de 64.000 pessoas.Velupillai Prabhakaran, o esquivo dirigente rebelde, ordenou a todas as unidades de combate que "cessem as ações militares contra a Forças Armadas do Sri Lanka desde a meia-noite do dia de Natal". A declaração foi enviada do norte do país, por fax, a todas as agências noticiosas.Os rebeldes se opunham ao governo anterior liderado pelo partido Aliança Popular da presidente Chandrika Kumaratunga, que iniciou uma campanha agressiva contra a guerrilha logo após perder o olho direito em um atentado suicida durante um comício de campanha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.