Rebeldes tâmeis interrompem negociação de paz

Representantes do Exército de Libertação dos Tigres do Tamil Eelam (LTTE) retiraram-se da comissão que negocia o fim de uma guerra civil de 19 anos, no Sri Lanka. Os rebeldes alegam que o Exército fez exigências "injustas e impossíveis" sobre o desarmamento.Anton Balasingham, negociador-chefe do LTTE, informou aos jornalistas que seu lado retirou-se da Subcomissão de Desescalada e Normalização, que deveria trabalhar uma solução para a guerra."A subcomissão está suspensa", disse ele, ao término do segundo dia da quarta rodada das negociações de paz, patrocinadas pela Noruega.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.