Rebeldes tentam invadir gabinete de premiê líbio

Pelo menos um guarda foi morto e outros quatro ficaram feridos em confronto com as forças de segurança em Trípoli

TRÍPOLI, O Estado de S.Paulo

09 Maio 2012 | 03h06

Rebeldes líbios armados com metralhadoras tentaram invadir ontem o gabinete do primeiro-ministro do país. A ação resultou em uma batalha intensa com forças de segurança. Pelo menos um guarda foi morto e outros quatro ficaram feridos.

De acordo com Nasser al-Manei, porta-voz do governo, os rebeldes tentaram forçar a entrada no prédio, alguns carregando morteiros. O primeiro-ministro Abdurrahim el-Keib estava no local no momento do ataque.

A situação na Líbia vem se deteriorando desde a queda de Muamar Kadafi. Muitos rebeldes que lutaram contra as forças do ditador recusam-se a entregar as armas e alguns exigem uma compensação financeira das autoridades. O governo de transição da Líbia ofereceu salários para ex-rebeldes que ajudaram a derrubar Kadafi e tenta reintegrar os antigos combatentes na força de segurança nacional. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.