Rebeldes teriam capturado soldado americano

Autoridades dos EUA no Afeganistão anunciaram ontem que um soldado americano desaparecido desde terça-feira provavelmente foi capturado por insurgentes. Se a informação for confirmada, o soldado, cujo nome não foi divulgado, será o primeiro americano aprisionado pelos grupos radicais do Afeganistão desde o início do conflito no país, há oito anos. O militar foi visto pela última vez saindo de sua base com três soldados afegãos. Segundo uma fonte ligada às forças dos EUA, foram interceptadas conversas telefônicas nas quais insurgentes diziam ter um americano como refém. A rede de TV americana CNN cita uma fonte militar que diz que o soldado teria sido vendido por um pequeno grupo insurgente para o poderoso clã liderado pelo senhor da guerra Siraj Haqani. "Acreditamos que ele foi capturado por militantes e estamos empregando todos os recursos a nossa disposição para encontrá-lo e garantir sua segurança", disse a porta-voz das forças americanas no Afeganistão, a capitão Elizabeth Mathias. Até a noite de ontem, nenhum grupo afegão havia reivindicado a captura do soldado. Ele não fazia parte da operação Khanjar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.