Rebeldes ucranianos estariam prontos para cessar-fogo

O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, disse nesta quinta-feira que os rebeldes separatistas pró-Rússia no leste da Ucrânia estão prontos para um cessar-fogo, mas que Kiev tem de iniciar o processo.

Agência Estado

12 de junho de 2014 | 09h53

Segundo agências de notícias russas, Lavrov declarou que Moscou vai apresentar uma resolução à Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a crise ucraniana, mas que a Rússia não está buscando autorização para enviar tropas de paz. Os rebeldes ucranianos sugeriam que a Rússia enviasse tropas de paz, mas Moscou afirma que isso só pode ser feito com autorização da ONU.

O governo ucraniano e países do Ocidente alegam que a Rússia está fomentando ou apoiando o levante no leste, onde insurgentes declararam independência em duas regiões e querem a anexação dessas áreas à Rússia. Moscou nega que tenha agentes no leste da Ucrânia, mas não está clara a extensão de seus contatos ou sua influência sobre os rebeldes.

Lavrov disse que "sabemos que os rebeldes no sudoeste estão prontos para baixar suas armas, mas o primeiro passo deve ser tomado pelas autoridades de Kiev". Segundo ele, a proposta de resolução à ONU vai se concentrar na exigência de cumprimento total dos itens do projeto chamado de "mapa do caminho" para a resolução do conflito, que foi desenvolvido pela Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE). Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.